*Série Money REBEL e Longarina

Pois é. Essa frase pode parecer agressiva, indo contra toda essa lindeza que chamamos de sonho quando decidimos empreender e levar o propósito à diante. No último dia 30 de junho aconteceu o 1.o encontro de mulheres empreendedoras na nossa casa, a #CasaLongarina. Recebemos mulheres que empreendem, e mulheres que quiseram conhecer marcas alternativas, tocadas por outras mulheres.

Quisemos trocar idéias, saber de suas dores e vitórias assim como as nossas, pra isso convidamos @DaniJunco, uma das fundadoras do B2Mamy, programa de aceleração de startups de mulheres / mães (não apenas), para dar uma palavrinha sobre  empreendedorismo. Entre nosso bate papo algumas perguntas foram feitas, e a cada uma eram caras, bocas e olhos revirados, víamos cada vez mais que a paixão se misturava com o trabalho e nisso alguém saia perdendo. Em nosso caso e na maioria das mulheres que estavam ali, a rentabilidade perdia pro coração. Pudemos ver o quão sensível e ardiloso é empreender com o que se ama, nos fazendo muitas vezes abrir mão da rentabilidade em prol da causa, que pode ser linda, mas uma hora precisa ser sustentável financeiramente, do contrário passamos a pregar coisas lindas mas viver em meio ao nosso próprio inferno astral e o discurso cai por terra.

Vamos aprendendo aqui a importância da verdade, com o propósito, comigo, com minha sócia, com o negócio, com o discurso e com cada mulher que cruza nosso caminho/mar, entendendo a necessidade de lucrar sim e nos mantermos financeiramente por mais encantadora que seja a idéia se ela não se sustenta, se não sustenta e dá base à nossa vida como podemos tentar dar base a outra mulher? Seria viver uma mentira!  Por isso hoje, como empreendedoras que somos tiramos as máscaras de uma humildade camuflada e assumimos a necessidade sim de haver lucro e rentabilizar o merecido e justo, esclarecendo a importância da sustentabilidade e de nossa capacidade geradora e materializadora sim! Lucrar não é errado, dinheiro não é algo ruim (como já falamos aqui antes), sonhos morrem por não conseguirem se manter por mais lindos que sejam!

Em uma de nossas postagens falando sobre empreender com propósito um comentário de um perfil nos chamou a atenção: “Adoramos a responsabilidade do empreendedorismo por que junto com ela vem muito aprendizado e realização de sonhos! Empreender não é querer ganhar dinheiro com algo, é querer realizar sonhos!” Existe muita confusão sobre o tema, empreender amigas é ganhar dinheiro com algo sim! Do contrário morremos na praia e vemos nosso sonho partir doloridamente.

Empreender com propósito além do lucro é outra coisa. Em nosso caso APENAS o lucro não nos serve, buscamos algo mais e esse algo é podermos ser agentes de transformação e auxílio na vida de mulheres com a Longarina, porém é necessário pagar contas, logo, monetizar é importante e precisamos acabar com essa cultura de que não é!

Obrigada @DaniJunco pelas chapuletadas que incomodam mas são necessárias!  A frase é polêmica mas sim… “Só o lucro liberta!”