O skate nunca subtraiu nada na minha vida, muito pelo contrário ele sempre me somou amigos, conhecimentos diferentes e trilhou caminhos. Às vezes me sinto remando na contramão porque o skate entrou na minha vida de uma forma diferente e natural, não foi através da rua, do Lifestyle ou como contra cultura marcando minha fase de rebeldia da adolescência. Ele entrou na minha vida como esporte e se mantém como o tal, mas sempre me mostrando muitos horizontes.

558707 1401828656752724 2099077468 n

 

Continuou com os mesmos amigos, com minhas mesmas influências, com minha mesma personalidade que muitas vezes é completamente ou parcialmente diferente da do skate, me sinto simplesmente quebrando a contracultura do skate, representando a nova geração que não faz parte do underground, mas se aliou a esse estilo.

 

Às vezes é meio difícil tirar esse “peso do ombros” que acabamos colocando por ser tão diferente, mas o skate me ensinou principalmente que quem rema na contra mão, é quem se destaca por não estar no meio dos outros.

 

 

 

 

 

 

thais