Oi eu sou a Cris, uma das criadoras da Longarina…

Há alguns anos pensar que estaria trabalhando só com mulheres, apaixonada pelo SER mulher, e por SER UMA mulher, no mínimo me soaria como uma piada.

Achava que ser homem era muito mais legal! Gostava de brincar com meninos e com coisas de menino. Na minha pré-adolescência cheguei a me vestir muitas vezes como um garoto. Brincar com os meninos era diversão garantida! Já com as meninas era uma frescura total.

Quando veio a fase adulta eu era a namorada perfil “brother”, que todos os amigos adoram, companheira das aventuras roots, do skate, do surf, da lama e chegava a ter menos frescura do que o namorado…

Para mim as mulheres eram seres, em sua maioria, problemáticos e chatos.

Pois é até que a vida me deu um filho, junto veio um marido e novos papeis. Foi ai que eu descobri o machismo, um machismo que me judiava. Conheci um mundo machista, mas a verdade é que o mundo era o meu próprio espelho.

Aprendi não ser machista, aprendi a me amar, amar as outras pessoas sem julgamentos e amar ser mulher.

Estou caminhando por uma grande jornada de autoconhecimento, que tem sido mágica, tão mágica que vejo milagres acontecerem.

A nossa missão hoje na Longarina é levar o surf envolvido em todo esse amor…

E no meio de nossa jornada, conhecemos a Morena Cardoso, não posso chama-la de mestra, pois aprendi com ela a ser minha própria mestra.

E para quem sentir o chamado, as inscrições para o programa online “O RESGATE DA ESSÊNCIA FEMININA SELVAGEM” da Morena Cardoso estão abertas até dia 27 de novembro.

Para saber mais >>> Clique AQUI