Existem dois marcos no ciclo de vida de um longjohn: o início quando ele te conforta num abraço quentinho, se ajustando perfeitamente ao corpo com toda a elasticidade possível, e no fim quando vesti-lo se torna um verdadeiro aquecimento de exercício funcional, ele fica duro, pesado e algumas vezes chega a rasgar, não deixando outra escolha além de jogá-lo fora e partir pra outro.

Nessas horas pensamos: “Jogar o longjohn no lixo, um produto que não será reaproveitado e levará anos, séculos, se não milênios para se desfazer na natureza… não combina com a cabeça de quem pensa em manter a praia, mar e mundo limpo, né mesmo?!”

Foi daí que surgiu a SUGA mats, uma empresa californiana cujo o nome se deu pela soma das palavras SUrf + yoGA. A SUGA reaproveita os jhons surrados e os transforma em tapetes de yoga onde a peça que seria jogada fora é desfeita, processada, e transformada, passando a ter uma nova vida!  Para cada tapete SUGA, dois longjohns são reciclados, legal né?!

suga1

Agora… se passou pela sua cabeça: Arrgghhhhhh! Mas como fica o xixi no longjohn (aquele que todo mundo faz mas nunca assume) e mesmo suor que vai ali durante o surf?! Réléx… o neoprene é constituído por uma espuma com “células fechadas”, ou seja, eles não possuem a capacidade de absorção, logo, bactérias, suor, poeira e sujeira não impregnam no material, outro ponto positivo também para a nova fase do produto, é que ele irá se segurar bem no piso seco ou molhado  do estúdio de ioga, sendo anti-derrapante, (avisa a galera do HotYoga) =)

Curtiu? Se liga em como a mágica acontece:

 

 

#VaiCapitãoPlaneta!!!