Débora Camarinho, amante & praticante do surf em Santos (litoral Sul de SP), passou uma semana na casa da família Pupo e conta um pouco dessa história que envolve admiração não só pelos atletas que essa família possuí como também pela pessoa que cada um é!

Os “Pupos” respiram e vivem surf! Quando não é na água “curtindo”, é em casa nos afazeres do dia a dia e na vida profissional! Entre tantos surfistas no clã, uma figura que merece destaque e atua fortemente no backstage é Jeane Pupo, a matriarca da família.

jeane

 

Jeane vive com amor pelos filhos e como bem sabemos essa tarefa exige tempo, muito tempo!

Acordar cedo para fazer seu treino de exercício funcional e mauay thay antes que a casa toda acorde, é rotina para que ela esteja de volta às oito horas da manhã e possa dar conta do dia todo.

 

Mãe de surfista não pode apenas “ser mãe” (que já bastante coisa), tem que entender de onda, e nesse ritmo Jeane saí pela manhã atrás dos melhores picos do litoral norte com o caçula que já vem despontando no cenário do surf nacional, Samuel Pupo (13 anos),

 

samuuu

 

Antes do horário do almoço chegar, Jeane já está em casa para dar conta da refeição da galera e depois disso encara as atividades da fábrica de pranchas, administrada pelo marido Wagner Pupo com a participação de Miguel.

 

shape

 

Falando em Miguel, se tem uma coisa que aperta o coração de qualquer mãe é a distância dos filhos, situação que Jeane vive na pele com a rotina de Miguel Pupo (ou Miguelito para os mais próximos), uma das revelações do WTC.

E para completar o time e dar um ar mais florido no ambiente, o clã conta com a presença de Dominik Pupo, a princesa da casa! Dominick trocou fácil o balé pela prancha (e nada mais natural com tanta influência a sua volta desde seu pai aos irmãos).

 

dominik

 

Domi encara altas ondas e diante do triste-atual cenário do surf feminino nacional, partiu para o lado da educação física e pretende cursar logo após fisioterapia para cuidar dos irmãos e a galera do surf! Mas confessamos que queremos mesmo é vê-la na água botando pra baixo! Afinal… sangue de campeão nas veias ela já tem!