Sabe aquele momento que está rolando altas ondas e você espera a série passar e rema, rema, reeeeeema até chegar no seu cantinho de estimação, escolhido com muito esforço, com aquela distância perfeita dos outros surfistas e acreditando que ali vai chegar a onda perfeita? Então você senta na sua prancha e espera. Descansa. Até aí já deu prá fazer um bom panorama de onde você está e outra série chega.

O mar tá crowd então você deixa pros mais ansiosos as primeiras ondas. Depois você deixa pra aqueles que chegaram antes de você. E depois você deixa pros locais. Depois você espera a próxima série, porque quando era a sua vez você não foi porque não era “a onda” que estava esperando, ou mesmo porque você não queria gastar energia em “uma onda que não vale a pena”.

E aí você percebe que o tal surf que te dá tanto prazer tá chato! Talvez você esteja tanto tempo ali por causa do tamanho das ondas, maiores e mais cavadas do que você está acostumada. Talvez seja a quantidade de surfista mais experientes que você esperando a próxima onda.

Não importa. NADA, absolutamente NADA acontece no OUTSIDE.

O OUTSITE é calmo, tranquilo, seguro, confortável, com um ótimo ângulo de visão e… ENTEDIANTE E CHATO.

O OUTSIDE é o lugar antes das ondas quebrarem, onde você tem a possibilidade de dropar a onda por completo e absorver a melhor experiência dela. O OUTSITE é a sua zona de conforto. Você tem que chegar no OUTSIDE para sair do OUTSIDE.

Você se esforçou para chegar lá, escolheu a melhor posição e você só vai ter a POSSIBILIDADE da MELHOR experiência da sua vida se você se dispor a abrir mão do seu lugarzinho confortável e seguro, sem nenhuma garantia que isso vá acontecer. Inclusive você pode pegar uma onda muito cavada e não conseguir dropar, a prancha pode bater em você e você se machucar e até mesmo perder aquela onda incrível para outro surfista que passou na sua frente.

Pode acontecer. Então você resolve arriscar, rema, rema, reeeema e volta pro seu lugarzinho perfeito. Mais experiente. Mais experta. Mais atenta. Mais ágil. Mais compreensiva.

Nesse momento você sente seu coração bater com vontade, se sente forte apesar de cansada, se sente íntima do mar, da sua prancha, das ondas, do vento e aceita que o momento seja do jeito que ele É.

Tudo bem se a onda é pequena. Tudo bem se ela é desafiadora. Tudo bem se está cheio de surfista disputando onda. Tudo bem se estiver sozinha. Você vai fazer o que você tem que fazer da melhor forma que puder fazer.

E nesse momento, e apenas nesse momento, a MÁGICA acontece. A onda incrível vem prá você. E você está INTEIRA, conectada ao momento e tudo parece conspirar para a sua melhor experiência!

 

Photography: @agnelli17

Photography: @agnelli17

Mas ela vai passar. Outras virão e você vai perder, vai cair, vai se machucar. E por isso seu coração vai bater cada vez com mais vontade e você vai continuar tentando porque sabe que as melhores experiências tem um preço: a decisão de sair do OUTSIDE.