(***) Ajustando um texto de dois anos atrás: Nunca a frase “fazer algo como uma garota” teve tanto o significado que merece! Essas meninas vem-que-vem!

_________________________

Quando muitas pessoas pensam em fazer alguma coisa “como uma garota” na maioria das vezes uma imagem pejorativa, que inferiorize ou seja desengonçada vem à cabeça.

É essa a campanha que a Always Estados Unidos (absorventes) fez para desmistificar essa idéia furada, e mostrar que “fazer algo como uma garota” significa nada menos do que “fazer bem, ou não, como qualquer outra pessoa faria!”

Numa pesquisa com mulheres adultas, foi perguntado como seria : “Correr como uma garota, arremessar como uma garota, chutar e lutar como uma garota” e todas elas representaram de uma forma fraca, torta, sem vitalidade, mas quando perguntaram o mesmo para as meninas com dez anos de idade, a resposta foi só uma: “Correr como uma garota, seria correr o mais rápido que eu puder!

A campanha é linda e inspiradora, e merece ser compartilhada usando a hashtag #LikeAGirl e #RewriteTheRules (#Como uma garota e #Reescreva as regras).

Já ouvimos muito nos esportes´, na rua, na vida o tal do “fazer como uma garota” significando “fazer errado”, e quantas vezes as próprias meninas não usam entre sí essa expressão, querendo dizer que outra pessoa (seja mulher ou homem) estava “performando mal”?

Uma das frases que mais curtimos nessa campanha foi: “Eu corro como uma garota, eu jogo como uma garota, eu acordo como uma garota… por que sou uma garota!” e isso não quer dizer fazer menos ou pior que qualquer outra pessoa!

Garotas, sempe farão como garotas! E a Always EUA mandou muito bem na conscientização de algo que (infelizmente) é “tão comum” e passa despercebido, de um jeito que infelizmente nos acostumamos.

Podemos dizer que: #LikeAGirl, a Longarina, se joga nos esportes de prancha e amou essa campanha!

 

Confira o vídeo: