Domingo, sol, céu azul, ladeira vazia, boas companhias, tudo perfeito para um dia de surf de asfalto!

Quando, em um descuido, uma queda e um dia inteiro dentro de um pronto socorro, exames, dor e a apreensão e angústia pelas possíveis consequências.

Tanto no skate como no surf o uso de bons equipamentos de proteção são essenciais e todos sabemos disto, mas em alguns momentos, descuidamos.

E ai esta o divisor de águas entre a longevididade e brevidade no esporte.

Ter a calma de conhecer a si mesmo, saber até onde pode ir, seus próprios limites; A capacidade de analisar o habitat, a dinâmica de onde esta, as condições do mar, os riscos do asfalto, enfim, ai esta o segredo de quem quer estar no esporte por toda a vida e viver bem, viver com qualidade.

Após viver momentos de angústia pensando em talvez reviver toda uma situação de cirurgia, pós operatório, fisioterapia intensa, distância do surf, enfim, deixo aqui a reflexão às amigas do surf e skate.

Temos que continuar sempre junto ao esporte que amamos, temos que encarar mares maiores sim, encarar as ladeiras com certeza, mas sempre aliando à análise dos riscos, respeito aos limites e uso de bons equipamentos de segurança, focando sempre no vento no rosto, na água gelada que cura qualquer mal, na companhia dos amigos e de quem amamos.

Por: Juliane Testai