“Levei um bom tempo para me achar mais bonita sem do que com maquiagem. Para descobrir minha verdadeira beleza, que é NATURAL.

Demorei para perceber que as mil roupas novas e cosméticos que eu comprava não me agregavam mais. Quanto mais minha conexão com a natureza aumentava, mais eu me tornava como ela, CRUA e LIVRE.

Simplesmente, sendo o que sou… como eu sou…. TUDO O QUE SOU!

Comecei a notar que meu esporte predileto, o surf, e as minhas viagens pelo mundo me faziam feliz de verdade e me enriqueciam de experiências e de conhecimento. Que isso sim, era um dinheiro bem gasto e agregava cada vez mais valor ao meu ser.

Talvez meu excesso de simplicidade atraia menos homens, mas acredito que me trouxe relacionamentos mais verdadeiros. Trouxe pessoas que conseguiam ver através da casca, rasgar o rótulo e enxergar quem eu realmente sou por dentro.

Então, percebi que me tornei alguém perfeitamente IMPERFEITA e aceitei isso com alegria. Cada vez menos preocupada com futilidades que não levam a lugar algum (a não ser à REDE BOBO!). Me tornei mais altruísta e menos egoísta.

Engraçado lembrar da época que eu fazia as unhas toda a semana e era preciso somente uma sessão de surf para detonar com elas… com meu cabelo e pele então, nem se fala! rsrs

Se eu me achava feia assim? É…. tinha seus dias… mas eu me sentia tão completa que isso já não importava tanto! Claro, que como toda mulher, muitas vezes sinto-me insegura pela minha aparência externa, me rendo ao ego e tento me auto-sabotar, me diminuindo perto daquelas mulheres maravilhosas. Mas logo me lembro do orgulho que tenho pela minha beleza interior, me acalmo e fico feliz.

E assim sou. ÍNTEGRA, LIVRE, NATURAL… UMA FORTALEZA!

Finalmente descobri, que só posso ser realmente BONITA, se estiver realmente FELIZ. Hoje me sinto linda quando acordo… quando vou dormir!

Não sei se estou disposta a abrir mão dessa liberdade para agradar aos olhos de outros… O ego já exige tanto de nós! Acho que ele não merece mais tantos agrados.

Minha conclusão sobre essa reflexão:

Quanto mais vaidosas, mais padronizadas tornam-se as pessoas.
E mais ÚNICA, eu me sinto!

SER VAIDOSO É DO EGO. SER REALMENTE BELO É DA ALMA.